Trompetas de Caça

De todas as vezes que levo algo até ao fim, excita-me o prazer de poder recomeçar.
———–
Beginning my studies the first step pleas’d me so much,
The mere fact consciousness, these forms, the power of motion,
The least insect or animal, the senses, eyesight, love,
The first step I say awed me and pleas’d me so much,
I have hardly gone and hardly wish’d to go any farther,
But stop and loiter all the time to sing it in ecstatic songs.

Whitman, Beginning My Studies.
———

mystery-train-1989-01-gAo ler os primeiros versos de Refugee Blues (Auden), a minha imaginação disparou frames de Mystery Train.

Say this city has ten million souls,
Some are living in mansions, some are living in holes:
Yet there’s no place for us, my dear, yet there’s no place for us.
———–

Quando li  But I Can’t?

Time will say nothing but I told you so,
Time only knows the price we have to pay;
If I could tell you I would let you know.

If we should weep when clowns put on their show,
If we should stumble when musicians play,
Time will say nothing but I told you so.

There are no fortunes to be told, although,
Because I love you more than I can say,
If I could tell you I would let you know.

The winds must come from somewhere when they blow,
There must be reasons why the leaves decay;
Time will say nothing but I told you so.

Perhaps the roses really want to grow,
The vision seriously intends to stay;
If I could tell you I would let you know.

Suppose the lions all get up and go,
And the brooks and soldiers run away;
Will Time say nothing but I told you so?
If I could tell you I would let you know.
——

Fim-de-semana: Benfica, Dortmund, Nápoles, Manchester City; almoço comemorativo, o aniversário de já nem me lembro quem; cansaço.
——

Há um mês que leio, todos os dias, uma hora de poesia na esplanada do café lateral a minha casa, entre as 7:30 e as 8:30. Reparei que o meu ar concentrado e a leitura sussurrante causam estupefacção nos vizinhos e, talvez por isso mesmo, evita que me importunem.
Ninguém imagina como fico verdadeiramente feliz por ser deixado em paz.
——
Partir pedra, partir pedra, partir pedra, está na hora de partir pedra.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Trompetas de Caça

  1. pedro a. leitão diz:

    «Ninguém imagina como fico verdadeiramente feliz por ser deixado em paz». só isso.

    já sabes quando é a defesa?

  2. pmramires diz:

    Já! Mas não o partilho nem sob ameaça de arma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s